trans('Top')
Curso
Novo Saúde e Segurança
 

Medidas de Autoproteção

Ref.: HSMA

  • Horas
    16
  • Tipo de curso
    Presencial
Ações disponíveis
Porto 28-05-2018 Laboral (9h-18h) 480,00 EUR Inscrever
Lisboa 04-06-2018 Laboral (9h-18h) 480,00 EUR Inscrever
Porto 29-06-2018 Laboral (9h-18h) 480,00 EUR Inscrever
Lisboa 06-07-2018 Laboral (9h-18h) 480,00 EUR Inscrever
Notas:
  • Aos valores apresentados acresce IVA à taxa legal em vigor;
  • Oferta da taxa do IVA aos clientes particulares;
  • A ATA reserva-se ao direito de não realizar as ações de formação sempre que não seja atingido o número mínimo de 5 participantes;
  • Garantia de realização da ação de formação: Se pretender desde já garantir a realização da ação de formação basta que no momento da inscrição indique nas observações que pretende essa garantia. Implica o pagamento de 5 inscrições.
Política de cancelamento:
Após a confirmação da realização da ação de formação por parte da Abaco Training Academy os eventuais cancelamentos devem ser realizados por escrito para geral@abaco-ta.com, considerando as seguintes situações:
  1. Cancelamentos efetuados com pelo menos de 72 horas de antecedência face ao início do curso, implicam o pagamento de 25% do valor total do curso;
  2. Cancelamentos efectuados com menos de 72 horas de antecedência face ao início do curso, implicam o pagamento de 50% do valor total do curso;
  3. O não cancelamento implica o pagamento integral do valor total do curso;
  4. A não frequência, por motivos de força maior, possibilita a transferência da inscrição realizada para nova ação do mesmo curso.
 

Enquadramento

A prevenção, segurança e intervenção só são exequíveis se as pessoas que utilizam e ocupam os edifícios tiverem consciência dos riscos, compreenderem as medidas de segurança e forem capazes de executar os procedimentos de prevenção e emergência.

A segurança contra incêndio em edifícios não depende somente de um bom projeto e da boa execução deste projeto na fase de construção do edifício. A entrada em vigor do Regime Jurídico da Segurança Contra Incêndios em Edifícios (RJSCIE) veio colmatar uma importante lacuna no que se refere à segurança contra incêndio dos edifícios: assegurar a manutenção das condições de segurança, definidas no projeto, ao longo do tempo de vida do edifício. Este objetivo é conseguido através da implementação das designadas Medidas de Autoproteção.

Estas medidas de autoproteção consistem em procedimentos de organização e gestão da segurança e têm duas finalidades principais: a garantia da manutenção das condições de segurança definidas no projeto e a garantia de uma estrutura mínima de resposta a emergências. Pretendem também salvaguardar que os equipamentos e sistemas de segurança contra incêndios estão em condições de ser operados permanentemente e que, em caso de emergência, os ocupantes abandonam o edifício em segurança.

Existem três tipos principais de medidas de autoproteção: medidas de prevenção (ações de formação e simulacros), medidas de intervenção em caso de Incêndio (procedimentos de emergência ou planos de emergência internos) e, registos de segurança (conjunto de relatórios de vistoria ou inspeção).

Objetivos gerais

Dotar os formandos de conhecimentos sobre as medidas de autoproteção em edifícios introduzidas pela Portaria 1532/2009 de 29 de Dezembro, e pelo Decreto-lei 220/2008 de 12 de Novembro.

Objetivos específicos

Pretende-se, com esta formação, que os formandos sejam capazes de:

- implementar no local os requisitos estabelecidos no plano de segurança interno, nomeadamente as medidas de autoproteção;

- preparar e organizar os meios humanos e materiais existentes, para garantir a salvaguarda de pessoas e bens em caso de ocorrência de uma situação perigosa;

- identificar os equipamentos de autoproteção necessários no local e promover a sua manutenção periódica;

- dar cumprimento e correta aplicação aos procedimentos, responsabilidades e missão de cada interveniente da ESI;

- limitar as consequências de um acidente;

- coresponsabilizar todos os colaboradores no cumprimento das normas de segurança;

- identificar a legislação e conhecer as obrigações legais no âmbito do RTSCIE;

- identificar o risco de incêndio, prever o seu desenvolvimento e consequências;

- estabelecer procedimentos para minimizar a probabilidade de eclosão de um incêndio e a sua propagação, através de medidas de autoproteção;

- colaborar, no domínio do incêndio, na elaboração de análises de risco e de auditorias de segurança.

Conteúdos programáticos

1. Regulamentação nacional.

   1.1. Caracterização dos edifícios e recintos

   1.2. Delegado de segurança

   1.3. Equipas de intervenção

 

2. O Plano de segurança interno.

   2.1. Organização, objectivos e estrutura do PSI

   2.2. Apresentação dos elementos constituintes de um PSI

   2.3. Responsabilidade e participação na elaboração /actualização do PSI

   2.4. Elaboração e gestão do caderno de registos de segurança

   2.5. Gestão da formação e informação de colaboradores, prestadores de serviços e público em geral

   2.6. Apoio na realização de simulacros

   2.7. Evacuação (decisão, meios, equipas, actuação, lidar com imprevistos)

   2.8. Gestão do ponto de encontro

   2.9. Contactos com meios externos

   2.10. Elaboração de relatórios

Destinatários

- Elementos que pretendam exercer funções de Delegado de Segurança e seus substitutos.

- Responsáveis de segurança.

- Outros agentes de segurança.

Pré-Requisitos

Conhecimentos de segurança contra incêndios em edifícios (SCIE).

Modalidade de formação

Formação de  aperfeiçoamento/ reconversão.

Organização da formação

Formação presencial.

Metodologias de formação

- Ativa.

- Expositiva, centrada na transmissão oral dos conteúdos.

- Demonstrativa, centrada na explicação e demonstração de tarefas seguida da realização de exercícios práticos.

Critérios e metodologias de avaliação

- Avaliação inicial através de questionário de avaliação de diagnóstico inicial.
- Avaliação da aprendizagem através da realização de um ou mais testes de avaliação e/ ou trabalhos.
- Avaliação comportamental através de uma grelha de observações que avalia atitudes e comportamentos dos formandos ao longo de toda a formação.

Recursos pedagógicos

- Apresentações multimédia (PowerPoint).
- Textos de apoio (exercícios práticos).
- Manual de apoio à aprendizagem.
- Documentação: PSI do cliente.

 

Espaços e equipamentos

- Computador.

- Televisor.

- Quadro branco.

- Folhas/ marcadores.

Público alvo

- Jovens e adultos à procura do 1º emprego.
- Ativos empregados.
- Desempregados de curta duração.
- Desempregados de longa duração.

Ao avançar está a aceitar os Termos e Condições e a Política de Privacidade